Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2017

Primeiras páginas

Rio aprova teto de gastos e espera quitar salários até setembro

NICOLA PAMPLONA
FOLHA DE SÃO PAULO 29/06/2017 17h55
A Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) aprovou nesta quinta (29) projeto de lei que estabelece um teto para os gastos públicos no Estado nos próximos anos. Com a aprovação, o governo Luiz Fernando Pezão (PMDB) considera ter cumprido a última exigência para adesão ao regime de recuperação fiscal dos Estados e prevê o pagamento de salários atrasados até setembro.
"Agora, com as leis aprovadas, estamos mais perto de solucionar o problema", afirmou, após a votação, o secretário estadual de Fazenda, Gustavo Barbosa. Ele prevê que a adesão ao regime de recuperação fiscal se dará em um prazo de 15 dias.
Depois, serão necessários entre 45 e 60 dias para viabilizar empréstimo de R$ 3,5 bilhões, autorizado pelo programa federal, que será destinado ao pagamento de salários atrasados. "A partir daí, o Estado entra na sua normalidade", disse ele.
O projeto do teto dos gastos teve diversas versões até o texto aprova…

Após impasse, Rio aprova lei que sobe teto de gastos

Vitória para o governo de Luiz Fernando Pezão deve permitir socorro de R$ 3,5 bi nos próximos dois meses
Vinicius Neder, O Estado de S.Paulo 29 Junho 2017 | 19h00
A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta quinta-feira, 29, o texto base da lei estadual de controle de gastos públicos, com 49 votos a favor e 10 contra. O teto no orçamento estadual era a única contrapartida que faltava para o Rio homologar seu plano no Regime de Recuperação Fiscal (RRF).
O texto aprovado é a terceira versão da lei, que parte dos orçamentos de 2015 como base para o teto para 2018, prevê um reajuste de 15,27% sobre os valores de então. O projeto de lei enviado na terça-feira pelo governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) já representava um alívio em relação à redação original, enviada no fim do mês passado, que previa reajuste de 10,67% sobre 2015.
Prevaleceu a posição da base de Pezão entre os deputados estaduais, defendida pelo presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), de que o reajust…

Assembléia do Rio aprova limite de 15,27% para alta de despesas do estado em 2018

VALOR ECONÔMICO pág. A2


Acordo com a União deve sair em 15 dias

O GLOBO pág. 16






Funcionário de estatal pode ter teto salarial

O GLOBO pág. 22


Estado do Rio deve ter reforço de caixa de R$ 32 milhões por ano

O GLOBO pág. 28



Minério fecha junho em alta mas segue sob pressão

VALOR ECONÔMICO pág. B2



Erro nas taxas de incêndio do estado

O DIA pág. 8


Taxa de incêndio é questionada

EXTRA pág. 17


MT reduz ICMS na venda de boi vivo

VALOR ECONÔMICO pág. B12


Nova estrutura da Sabesp pode ser proposta este ano

VALOR ECONÔMICO pág. B2



Para ajustar calendário, Uerj fará 2 semestres em 7 meses

O GLOBO pág. 9


O "intensivão" da Uerj

O GLOBO pág. 16




Universidades estimulam a inovação com currículo flexível

EVERTON LOPES BATISTA
FOLHA DE SÃO PAULO 30/06/2017 02h00
Universidades no Brasil começam agora a incorporar ações voltadas para a realidade da indústria 4.0 na formação de engenheiros, como mudanças no currículo que colocam o aluno em contato com as inovações por mais tempo e flexibilizam o cardápio de matérias que o estudante pode cursar.
Os cursos de engenharia da Poli-USP (Escola Politécnica da Universidade de São Paulo) passaram, há quatro anos, por uma reforma curricular que abriu espaço para mais disciplinas optativas.
"A ideia é que o aluno possa construir um currículo de acordo com o seu interesse", diz Eduardo de Senzi Zancul, professor do curso de engenharia de produção e vice-coordenador do InovaLab@POLI, um laboratório de inovação e empreendedorismo que no último dia 20 ingressou na rede global Design Factory de laboratórios de inovação.
O InovaLab é onde a disciplina de inovação é ministrada para grupos de alunos de vários cursos.
"Se formarmos o aluno par…

Vicente Farah: Questão permanente

O GLOBO pág. 19



Ao lado de Crivella: De subsecretária a assessora

O GLOBO pág. 15


Encontro no Rio debate poluição ambiental

O GLOBO pág. 33


Parquinho Lage: Olhar curioso sobre a arte

O GLOBO, 2º Caderno, pág. 6





Breno Freitas: Células urbanas

O DIA pág. 10


Subvenção será parcelada

EXTRA pág. 9



Prefeitura vai adiar pagamento de bônus por metas e parcela do 13º

O GLOBO pág. 15



TCM aprova as contas de 2016 de Eduardo Paes

O GLOBO pág. 15


Doria: Foco em parcerias e sem medo dos "istas"

O GLOBO pág. 6